domingo, 30 de março de 2008

A chuva asassina

Ontem que estava um belo dia unca pensei que puderia haver chuva durante a noite, mas houve e matou quase todas as borboletas da estufa: a Cleopatra fêmea, a Borboleta-Zebra e uma Borboleta da Couve macho.

E devem estar a perguntar: Então, não devia haver uma protecção para a chuva?
E eu responndo: E HÁ o telhado é uma placa de metal! Mas pelos vistos só protegeu o lado esquerdo porque o direito...

5 comentários:

Raul Martins disse...

É a Natureza, Kiko!
Nem sempre as coisas acontecem e são como queremos.
Mas fiquei feliz por ver que isso não te faz desanimar.

Eu agora ando a ver se vejo borboletas por aquí, mas ainda não descobri.
Ainda não deve ser o tempo delas por aqui. Se é que há tempo próprio delas aparecerem.Não sei!
Vou ter que estar mais atento.

Butterkiko disse...

Sim, agora na Primavera é o tempo delas, mas depende sempre se está um bom tempo. O que deverá ver mais são as Da Couve que são brancas e as Pequenas da Couve que são mais pequenas que a da Couve. Sem esqueçendo a Malahadinha claro, que é castanha com pintinhas laranjas.

Mas espero que veja muitas!

Raul Martins disse...

Ainda não vi borboletas.
Mas lembro-me que as que aparecem por aqui realmente são mais as brancas. Não sabia que se chamavam Da Couve ou as Pequenas da Couve. A minha Pipoca (minha filha) chama-lhes, às brancas, as borboletas do avô.
Também aparecem as malhadinhas...
Mas não me tires o entusiasmo em descobrir outras espécies.
Hoje fiz uma postagem para alguns amigos. Coloquei-te lá. Podes ir espreitar...

Raul Martins disse...

Olá Kiko!
Já vi que me viseste uma visita.
O Francisco de que lá falo é mesmo do 6º E. Só que da minha escola.
Também te dedico a postagem mas vens como Kiko.
Um abraço!

Raul Martins disse...

Fizeste e não viseste... desculpa o erro!